Segurança predial: como evitar assalto em condomínios

Segurança predial: como evitar assalto em condomínios

Nos dias de hoje, pensar em segurança deixou de ser uma precaução necessária e passou a ser uma obrigação, que deve ter qualquer pessoa com bom senso. Desde a hora em que nos levantamos, até a hora em que vamos dormir e, inclusive, durante o sono, precisamos ficar atentos para o que a criminalidade é capaz de fazer contra o patrimônio que nós temos e contra as pessoas que nos cercam.

Se esta responsabilidade é grande no âmbito pessoal e enorme no âmbito familiar, ela é maior ainda quando falamos de um condomínio, onde assaltos podem acontecer em um prédio inteiro, expondo várias pessoas e várias famílias que ali estão abrigadas a riscos que ninguém pode calcular, mas para os quais o síndico deve estar precavido.

Pensando nisso, elaboramos esse post para falar sobre segurança predial.

Mantenha o pessoal preparado

Uma das grandes armas contra as invasões de condomínios e, consequentemente, contra os assaltos que ocorrem após estas invasões, está no preparo do pessoal que convive com o local. Sejam funcionários, sejam os condôminos, todos devem estar alertas.

É essencial que todos se comprometam para cumprir as regras básicas estabelecidas na Convenção de Condomínio. Sobretudo, devem ser cumpridas com rigor aquelas que dizem respeito a acessos de pessoas ao espaço do prédio, ao controle de portaria e de garagem, entre outras que significam resguardar a segurança do espaço comum.

Portanto, é essencial conversar com os funcionários do prédio sobre a necessidade de vigilância constante e de atenção para que falhas simples não sejam cometidas. Exemplos cotidianos de falhas na segurança são aquelas cometidas pelo porteiro que se distrai ou se dispersa de sua tarefa de vigiar, ou o morador que se esquece de conferir se o portão da garagem de fato fechou depois de entrar com o carro.

Crie dificuldades

Pesquisas realizadas por polícias em várias partes do mundo, inclusive no Brasil, que analisaram as práticas e as preferências dos assaltantes, comprovaram que eles preferem agir onde há facilidades. As mesmas pesquisas identificaram que os bandidos que assaltam prédios, na maioria das vezes, evitam lugares que oferecem dificuldades. O senso comum corrobora essas pesquisas, reconhecendo que o bandido prefere agir onde encontra facilidades.

Isso significa que quanto maiores forem as dificuldades que você criar para o bandido, menor será a disposição para agir no seu prédio. Se você mantiver o seu prédio bem iluminado, com uma boa cerca elétrica, combinada com sistemas de alarmes, sensores de presença e câmeras de vídeo, você criará grandes dificuldades para que o marginal possa agir. Outra alternativa comum é contratar uma empresa de segurança, com pessoal treinado.

Mantenha o controle de acesso

Porém, nada disso será eficaz se você não mantiver a portaria do seu prédio muito bem controlada. O controle de acesso que falamos acima, que é feito por porteiros, sem qualquer registro de quem entra ou de quem sai do prédio, com certeza é muito falho, porque depende apenas da observação humana. Muitos recursos tecnológicos podem aumentar o fator segurança se forem bem aplicados.

Por outro lado, se você implantar no seu condomínio um controle mais rigoroso de acesso ao seu prédio, você evitará que pessoas estranhas tenham acesso a ele com grande facilidade.

Por exemplo, nas portas podem ser instalados sistemas de liberação por senhas ou identificação biométrica, que é aquela feita através da impressão digital.

Se você tem alguma dúvida sobre segurança predial, deixe aqui o seu comentário. Teremos prazer em esclarecer.