Como contratar um bom porteiro e vigilante patrimonial?

Como contratar um bom porteiro e vigilante patrimonial?

Segurança patrimonial é item primordial para quem mora em grandes cidades ou busca adquirir um novo imóvel. Foi-se o tempo em que somente a boa localização, amplo espaço, conforto e preço razoável bastavam na hora de escolher onde morar.

Um prédio ou condomínio bem protegido, além de todo o aparato tecnológico disponível no mercado, como controles eficientes de acesso de pessoas e veículos, começa por um porteiro, zelador ou vigilante patrimonial bem treinado e capacitado para exercer sua função de servir e proteger.

Mas quais fatores devem ser levados em conta no momento de contratar um bom profissional e de confiança para seu prédio? Quão importante é investir em equipes de segurança residencial? É o que vamos explicar a seguir. Confira:

Análise de perfil

Segurança é coisa séria. Por isso, você não pode contratar qualquer pessoa ou empresa para tomar conta da proteção do local em que mora. Antes de bater o martelo, é necessário checar o passado e analisar o perfil de quem pretende contratar.  

No caso de funcionários como porteiro ou vigilante patrimonial, busque por seus antecedentes criminais, peça referências em serviços anteriores e faça uma investigação social para atestar sua idoneidade.

Mão de obra terceirizada

Caso terceirize o serviço, o que é bastante comum e menos oneroso para o condomínio, sempre é válido visitar a sede da empresa, conversar com outros funcionários para descobrir como ela funciona e verificar as condições de trabalho oferecidas aos empregados, além de também buscar referências em pelo menos outros dois ou três clientes anteriores ou atuais da empresa.

Não se esqueça de analisar a parte burocrática e toda a documentação possível, como certidão negativa de débito e de débitos trabalhistas, de recolhimento e pagamento de FGTS, INSS e ISS, com os órgãos competentes.  

Toda empresa de vigilância patrimonial precisa ter autorização do Ministério da Justiça e certificado de segurança, emitido pela Polícia Federal, com ateste de fiscalização e de condições técnicas de funcionamento, para operar em qualquer local do território brasileiro.

Sempre desconfie de empresas que apresentam orçamentos muito abaixo da média do mercado ou que possuem alta rotatividade de funcionários. Isso é sinal de desespero por novos clientes e de que algo não vai bem por lá.

Treinamento adequado

Se estiver em dúvida entre contratar um porteiro ou um vigilante patrimonial, opte pelo segundo, pois ele será mais capacitado para identificar e agir em situações de risco.  

Isso porque, por determinações legais, esse tipo de profissional deverá passar por treinamento adequado e reciclagens periódicas em empresas autorizadas pela Polícia Federal para adquirir sua Carteira Nacional de Vigilante (CNV) e, assim, exercer sua função.

Capacitação específica

Além de formação profissional como vigilante patrimonial, o funcionário deverá passar por capacitação específica para operar todo tipo de tecnologia, como controles de acesso, câmeras de monitoramento e softwares, para garantir a segurança residencial.

De nada adianta investir em aparatos tecnológicos de ponta e contratar um profissional bem treinado, mas que não saiba operar equipamentos de vigilância ou sistemas voltados à segurança.

Como sua equipe de segurança será formada por mais de um funcionário, o mais recomendado é terceirizar esse serviço. Assim, você contará com profissionais qualificados, bem treinados e capacitados para garantir sua proteção residencial.

Embora sejam funções semelhantes, o nível e as exigências de treinamento de um vigilante patrimonial não são os mesmos de um porteiro, zelador ou controlador de acesso. Por isso, antes de contratar, analise bem suas necessidades.

Além das qualidades técnicas específicas para a função, um bom profissional de segurança precisa de qualidades como pontualidade, atenção, solicitude, bom relacionamento pessoal com os moradores e com os outros funcionários do local de trabalho, assim como autocontrole.

Caso essa pessoa ou empresa se enquadre em todas as nossas dicas e recomendações, pode contratá-la!

Se ainda ficou alguma dúvida, deixe seu comentário abaixo ou entre em nosso site para conhecer mais detalhes sobre nosso trabalho. Até a próxima!