Guia de compra para o consumidor final

1. Identifique seus problemas

Se você está buscando um sistema de controle de acesso é por que existem problemas que precisam ser resolvidos. Antes de tudo, identifique-os, para que você possa conversar sobre eles com o Revendedor que for realizar o atendimento a você.
Lembre-se que você é o especialista no seu problema, o Revendedor e o Fabricante são especialistas na solução desses problemas.

2. Pesquise as tecnologias disponíveis

Há diversas tecnologias: proximidade, tag, biometria fingerprint, reconhecimento facial, palma da mão etc. Identifique as vantagens e desvantagens de cada uma delas. Pesquise se são adequadas para as necessidades que você quer atender. Converse sobre elas com seu Revendedor.

3. Não desenhe soluções

Para isso, existem os Revendedores e/ou Consultores de Segurança que tem como missão ouvir suas dores e fazer propostas técnicas. Se você diz exatamente o que quer em termos de equipamentos, você deixará de receber do Revendedor outras possibilidades de solução, limitando-se a receber um orçamento para o que você quer.

4. Escolha o Revendedor

Pesquise no mercado empresas sérias, que possuem uma estrutura (Comercial, Financeiro, Técnico etc.). Peça referencias de outros projetos realizados, marcas que trabalham. Qual a localização? Será que um revendedor de uma cidade ou região distante vai me atender bem? Entenda que esses elementos podem ser importantes na formação do preço de venda dos produtos. Se a empresa precisa manter uma estrutura física, pagar aluguel, energia elétrica, telefone, realizar treinamentos técnicos e comerciais junto a fornecedores, comprar materiais de boa procedência etc. é natural que ela tenha preços mais elevados que um profissional autônomo. Analise e escolha a empresa mais adequada para você.

5. Como será o pós venda?

Sistemas de acesso normalmente são sistemas críticos, utilizados diariamente e que necessitam de manutenção periódica e respostas rápidas do Revendedor e do Fabricante. Não é um produto como uma geladeira que você compra, instala e fica utilizando for 5 anos sem necessidade de intervenção. A empresa escolhida tem condições de atender chamados técnicos prontamente? Será respaldada pelos fabricantes?

6. Como a solução para seu problema está sendo montada?

Um sistema de acesso pode ser composto por produtos de 2 ou 3 fabricantes ou por mais de 10. Se o Revendedor utiliza diversos fabricantes, entenda o por que disso. É para economizar ou você inventou um projeto que o obrigou a isso? Na prática, quanto mais fabricantes envolvidos na construção da solução, mais difícil é colocar para funcionar e maior a exigência de competências técnicas da empresa que está vendendo. Pense que esse Revendedor precisará de suporte técnico de fabricantes para colocar a solução para funcionar. Se ele tem 10 fornecedores em uma solução, para qual deles ele vai ligar? Se ele tem 1 ou 2 fornecedores chave (do software e dos principais hardwares, por exemplo), as chances de sucesso aumentam.

7. Quem são os fabricantes?

Pergunte para o Revendedor quais as marcas que ele está utilizando em seu orçamento e verifique se são empresas sérias, se são nacionais ou importadas, se dominam tecnologicamente o que vendem, etc. Pesquise se prestarão suporte e assistência técnica no futuro e como será o suporte técnico ao revendedor.