Gestão empresarial: saiba como lidar com a crise

Gestão empresarial: saiba como lidar com a crise

Administrar uma empresa é sempre uma tarefa difícil, afinal, existem diversos fatores que complicam a rotina dos empresários. Dentre os principais estão a burocracia, a alta carga tributária, uma legislação trabalhista complexa, os encargos da folha de pagamento, a escassez de mão de obra qualificada e também, a falta de informação sobre gestão empresarial.

Em épocas de crise, essas dificuldades se multiplicam, já que os efeitos da recessão podem ser facilmente percebidos por meio da queda no consumo, da redução da renda per capita, do desemprego e da inflação.

Paralelamente, o cenário político conturbado dos últimos meses agrava a situação e afasta os potenciais investidores do país. Mas, o atual governo tem dado sinais de estabilidade e, assim, a economia também começa a reagir, mesmo que lentamente.

Diante de tantas variáveis, fica evidente a importância de gestão eficiente e enxuta, capaz de garantir a competitividade e o crescimento dos negócios.

Confira agora algumas dicas para a sua empresa:

Otimize os processos internos

A otimização de processos é fundamental para o aumento da eficiência. Por isso, é preciso mapear todos os fluxos e procedimentos, com a intenção de identificar e eliminar gargalos, atrasos e atividades em duplicidade.

A automatização também é uma maneira de alavancar a produtividade. Softwares, sistemas integrados, aplicativos e aparelhos mobile podem minimizar os erros e as tarefas manuais, favorecendo a gestão de tempo e propiciando mais agilidade para toda a equipe.

Corte custos com inteligência

A redução de custos e a racionalização dos recursos devem estar entre as prioridades dos empresários. Assim sendo, é importante avaliar todos os gastos e detectar oportunidades de melhoria.

Os desperdícios e a falta de conscientização costumam afetar diretamente as contas de energia elétrica, água, telefonia, internet e material de escritório. Então, essas despesas merecem atenção especial.

A terceirização de atividades que exigem especialização é mais uma alternativa para o corte de custos. É o caso de serviços relacionadas a marketing, contabilidade e recursos humanos, por exemplo.

Conheça o seu cliente

Para vencer a crise, é essencial conhecer o perfil do seu cliente — incluindo demandas, expectativas, percepção de valor, produtos e serviços mais procurados. Além disso, é preciso entender os diferenciais oferecidos a concorrência.

Com essas informações, é possível criar abordagens e estratégias mais efetivas, destinadas à captação e fidelização deste público-alvo.

Elabore um plano de metas

A gestão empresarial deve estar suportada por um plano de metas. Entretanto, essas precisam ser realistas e coerentes com os limites de atuação, cargo e experiência de cada profissional.

Mas, é fundamental revisar o plano com certa frequência, exatamente para assegurar o alinhamento entre o planejamento original e a realidade do mercado. Muitas vezes, são necessários ajustes pontuais ou até mesmo, mudanças mais drásticas na programação.

Defina e monitore os indicadores de performance

Os indicadores de performance são instrumentos indispensáveis para a gestão empresarial, contribuindo para o monitoramento das equipes e das metas preestabelecidas.

Número de clientes, volume de vendas, gastos fixos e variáveis, faturamento e lucratividade são importantes KPIs (Key Performance Indicators). Porém, é preciso cuidar também do capital humano, acompanhando as avaliações de desempenho, a incidência de falhas e as taxas de absenteísmo e de rotatividade — que, normalmente, estão associadas a liderança e motivação.

Desse modo, é mais fácil localizar os problemas e encontrar soluções, por meio de ações corretivas, treinamentos e supervisão.

Com essas dicas, é possível ganhar produtividade, eficiência e melhorar os resultados da empresa.